Bolsa Permanência MEC 2019: Como funciona? Quem tem direito?

Auxílio financeiro contribui com a permanência de jovens de baixa renda nas universidades.

A Bolsa Permanência MEC 2019 foi criada com o propósito de ajudar os estudantes brasileiros de famílias pobres e extremamente pobres. Confira mais informações sobre o programa e veja como se inscrever no benefício.

Muitos jovens, assistidos pelo Bolsa Família, até conseguem ingressar em uma universidade federal através do Enem. No entanto, enfrentam dificuldades para dar conta dos gastos envolvendo a permanência no ensino superior. Para ajudar esses estudantes de baixa renda, o Ministério da Educação aposta em um auxílio financeiro.

O Programa Bolsa Permanência ajuda, principalmente, indígenas e quilombolas. Nesse grupo, 70,2% são jovens de baixa renda, que ingressam nas instituições federais de ensino superior por meio da Lei de Cotas.

Trata-se de uma bolsa auxílio para universitários de baixa renda. (Foto: Divulgação)

Atualmente, mais de 80 instituições federais de ensino superior trabalham com o programa Bolsa Permanência. Aliás, a iniciativa é responsável por atender 6.800 alunos indígenas e quilombolas, com o propósito de minimizar as desigualdades sociais no país.

Como funciona o Programa Bolsa Permanência?

O Programa Bolsa Permanência, também conhecido pela sigla PBP, é desenvolvido pelo Governo Federal com o objetivo de ajudar estudantes de baixa renda. A iniciativa atende, sobretudo, os alunos que estão matriculados em universidades federais e vivem em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

O PBP concede uma bolsa-auxílio para cada universitário com perfil adequado às normas do programa. Esse dinheiro ajuda a arcar com os gastos relacionados à permanência no ensino superior.

Poucas pessoas sabem, mas a Bolsa Permanência é acumulável com outras bolsas acadêmicas, como é o caso do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação e do Programa de Educação Tutorial (PET).

Quem tem direito?

A Bolsa Permanência do MEC é um auxílio financeiro que contempla:

  • Estudantes carentes do ensino superior brasileiro, ou seja, com renda familiar per capita não superior a um salário-mínimo e meio.
  • Estudantes oriundos de povos indígenas e quilombolas.
  • Alunos de institutos e universidades federais.

Qual é o valor da Bolsa Permanência?

O Bolsa Permanência MEC 2018 ajuda milhares de estudantes.

O valor do benefício vai de R$400,00 a R$900,00. (Foto: Divulgação)

O valor praticado é o mesmo que o MEC adota para a concessão de bolsas de iniciação científica. Cada estudante beneficiado recebe R$400,00 por mês para ajudar nas despesas da faculdade.

Já no caso de estudantes indígenas e quilombolas, o valor é diferenciado. O aluno que pertence a um desses grupos poderá receber um auxílio mensal de R$900,00.

Cada estudante pode receber a assistência financeira por meio de um cartão de benefício.

Como garantir a bolsa?

Para solicitar a bolsa permanência, o estudante deve procurar a sua instituição de ensino e firmar o termo de adesão. No ato, é necessário disponibilizar a cópia do RG e outros documentos comprobatórios, como contracheques, carteira de trabalho, declaração de imposto de renda, entre outros.

O cadastro e os documentos serão analisados pelo gestor do programa. O aluno deverá aguardar a aprovação.

Inscrições para Bolsa Permanência

Indígenas e quilombolas já podem realizar a inscrição no programa Bolsa Permanência do MEC. O prazo para se inscrever segue aberto até 29 de junho de 2019. Cada estudante interessado em participar da seleção deve preencher o cadastro e providenciar a documentação solicitada.

Nesta edição, o Ministério da Educação vai preencher 4 mil vagas no Programa Bolsa Permanência. O número, por sua vez, não atende o número de indígenas e quilombolas que entraram na faculdade entre 2018 e 2019. Aqueles que não forem contemplados com o benefício terão preferência no Programa Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes), mantido pelas instituições de ensino.

Em 2019, não foram abertas oportunidades no primeiro semestre. O mesmo problema aconteceu em 2018. O último processo seletivo para bolsa permanência ocorreu em junho de 2018, quando o governo anunciou 2,5 mil vagas para o segundo semestre.

Você ainda tem dúvidas com relação à Bolsa Permanência MEC 2019?  Consulte mais informações sobre o programa no site ou entre em contato pelo telefone 0800 61 61 61.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 5
Total de Votos: 9

Bolsa Permanência MEC 2019: Como funciona? Quem tem direito?

2 comentários

  • Djanira oliveira:

    Eu tenho um sonho de fazer uma faculdade mais eu não tenho condições financeiras para Estuda estou com 54 anos estou desempregada sera que eu tenho direito me responda por favor.

    Responder
  • Marcela coelho:

    Eu não fiz o Enem, como posso cursar uma faculdade de graça?

    Responder

Comente