Bolsa Atleta 2019: como funciona, valor e inscrições

O programa oferece cinco tipos de bolsas para atletas profissionais e não-profissionais

Ser atleta no “país do futebol”, por mais contraditório que possa parecer, ainda não é uma tarefa tão fácil. Mas, para tentar mudar essa realidade, o Governo Federal desde 2005 vem oferecendo, para atletas profissionais e não-profissionais, bolsas de financiamento destinadas a treinamentos e participação em competições, por meio do Programa Bolsa Atleta.

Atletas de alto rendimento contam com incentivos do governo. (Foto: Divulgação)

A meta do programa é promover o desenvolvimento das carreiras dos atletas para que, no futuro, elas possam participar de competições nacionais e internacionais, como sul-americanas, pan-americanas, mundiais, olimpíadas e paraolimpíadas, representando o país de forma satisfatória.

O benefício do Bolsa Atleta visa a dedicação exclusiva na prática de algum esporte, nas modalidades olímpicas e paralímpicas para atletas de alto rendimento, além da concessão de auxílio financeiro para atletas reconhecidos nas categorias estudantis, que engloba também atletas paralímpicos. O recurso é mensal, e tem vigência por um período de um ano.

VEJA TAMBÉM: Como funciona o ID Jovem e passo a passo para cadastro

Modalidades da Bolsa Atleta

Ao todo, o Programa Bolsa Atleta oferece seis modalidades de bolsas: o Bolsa Atleta de Base, Estudantil, Nacional, Internacional, Olímpico/Paralímpico e o Atleta Pódio. Esta última categoria criada apenas em 2013. Os valores do benefício variam de R$ 370 a R$ 15 mil reais. Vale destacar que o atleta que esteja recebendo auxílio deste programa ainda poderá receber benefícios de qualquer outra instância.

Para fazer parte do Bolsa Atleta, é necessário que o interessado já tenha participado de alguma competição no nível adequado a cada categoria, e tenha sido classificado em primeiro, segundo ou até terceiro lugar.

Além dessas condições acima, os interessados em concorrer ao Bolsa Atleta devem preencher também outros requisitos para cada um dessas modalidades de bolsas. Veja quais são:

Bolsa Atleta de Base

Para que o atleta concorra a esta categoria de bolsa é necessário que atenda aos seguintes requisitos:

  • Deve ter no mínimo 14 anos e no máximo 19 anos;
  • Precisa estar vinculado a alguma entidade desportiva;
  • Ter filiação na Entidade de Administração, Federal ou Estadual, da modalidade esportiva que pratica;
  • Deve ter participado de competição exatamente um ano antes ao da Bolsa Atleta pleiteada. Além disso, nas modalidades individuais de eventos desportivos nacionais, ele precisa ter alcançado no mínimo o terceiro lugar.

O valor mensal dessa modalidade do Bolsa Atleta é de R$ 370,00.

Bolsa Atleta Estudantil

Os requisitos para participar desta modalidade de bolsa são:

  • O atleta deve ter no mínimo 14 anos e no máximo 20 anos;
  • É obrigatório que ele esteja devidamente matriculado em uma instituição de ensino público ou privado;
  • O interessado deve também ter participado de competição estudantil, como é o caso dos Jogos Estudantis Nacionais, sejam eles escolares ou universitários, e ter conquistado até o terceiro lugar nas modalidades individuais. Aquele que foi destaque em competições coletivas, também pode concorrer a esta bolsa.

O benefício mensal para o Bolsa Atleta Estudantil é de R$ 370,00.

Bolsa Atleta Nacional

O Atleta que deseja concorrer a esta bolsa precisa preencher os seguintes requisitos:

  • Deve ser maior que 14 anos;
  • É preciso estar filiado a alguma Entidade de Administração Desportista, isto é, uma Federação (Estadual), ou Confederação (Federal), daquela modalidade que pratica;
  • Ter participado de eventos desportivos em nível nacional, e que sejam não apenas reconhecidos pela confederação da modalidade, mas que figurem entre os principais eventos nacionais de determinado esporte. Além disso, para concorrer, o atleta deve ter ocupado até o terceiro lugar na competição.

Neste caso, a quantia mensal recebida pelo atleta é de R$ 925,00.

Bolsa Atleta Internacional

Para concorrer a esta modalidade de bolsa, o atleta precisa:

  • Ter idade maior que 14 anos;
  • Estar associado a uma entidade desportista;
  • Deve também está filiado a uma Entidade de Administração Desportista, Federal ou Estadual, do esporte que pratica;
  • O atleta deve ter participado de competição internacional, exatamente um ano anterior a inscrição no Bolsa Atleta. A classificação precisa ser até o terceiro colocado em competições como: Campeonatos Mundiais, Jogos Pan-americanos e Campeonatos Sul-americanos.

O valor mensal do Bolsa Atleta Internacional é de R$ 1.850,00.

Bolsa Atleta Olímpico/Paralímpico

Para tentar uma Bolsa Atleta Olímpico/Paralímpico, o atleta deve possuir os seguintes:

  • Também dever ter mais que 14 anos;
  • Deve estar filiado a uma Entidade de Administração de determinada modalidade;
  • Ser associado a um clube;
  • E, em nível de competição, por seu um atleta olímpico ou paralímpico, ele precisa ter integrado a delegação brasileira de determinada modalidade no último Jogos Olímpicos ou Paralímpicos realizados mundialmente.
  • É necessário que o atleta continue participando de competições, nos três anos subseqüentes aos Jogos Olímpicos.

O auxílio mensal para esta modalidade chega a R$ 3.100,00.

Bolsa Pódio

Esta modalidade representa a mais alta categoria do Programa Bolsa Atleta. O objetivo dessa bolsa é patrocinas atletas com chances de conquistar medalhas em jogos importantes.

Para conquistar esta bolsa não é fácil. O atleta precisa estar entre os 20 primeiros no ranking mundial dentro da sua modalidade desportista. Mas quem envia os nomes dos atletas com esses requisitos para o Ministério do Esporte (ME), são as Entidades Nacionais de Administração do Deporto (ENAD).

O valor mensal desse benefício é de R$ 15.000,00.

Como fazer para se inscrever no Bolsa Atleta

Site do Ministério do Esporte. (Foto: Divulgação)

À exceção da Bolsa Pódio, em que o atleta depende da indicação do seu nome para o ME para obtê-la, para concorrer nas demais modalidades do Bolsa Atleta o interessado precisa se inscrever no site oficial do Ministério do Esporte. Para isso, ele deve seguir os seguintes passos:

Passo 1: Na página oficial do site do Ministério do Esporte (www.esporte.gov.br), o interessado deve clicar no botão ‘Bolsa Atleta’, localizado na barra de informações à esquerda da tela.

Passo 2: Já na nova tela, clique no botão ‘Inscrições’, localizado na barra no canto superior da página.

Passo 3:  Nesta nova tela o atleta deve clicar em ‘realizar inscrição’. Mas atenção! Fique atento ao período de inscrição divulgado no site do ME.

Passo 4: Caso esteja dentro do prazo de inscrição, um formulário será aberto e o pleiteante deverá preenchê-lo de acordo com os pré-requisitos solicitados para cada modalidade de bolsa. Ao final, será gerado um login e senha, por meio do qual o interessado poderá acompanhar o resultado da sua solicitação.

Em 2018, o Bolsa Atleta recebeu inscrições no mês de outubro. A publicação da lista de contemplados ocorreu em dezembro. Tudo indica que a edição 2019 do programa seguirá um calendário parecido.

Documentos necessários

Após a inscrição, o interessado deve encaminhar juntamente com a ficha de preenchida no site, seus documentos pessoais e que comprovem as informações fornecidas no ato de inscrição. São eles:

  • Cópia da Identidade;
  • Cópia do CPF
  • Documentos que comprovem a filiação na Entidade de Administração Desportista em determinada modalidade;
  • Declaração de que está associado a algum clube;
  • Documentos comprobatórios sobre a sua colocação nos campeonatos disputados.

Caso seja selecionado, o atleta tem até 30 dias, após a notificação de aprovação do Ministério do Esporte, para assinar o termo de adesão disponível na área restrita do atleta, e ir até uma agência da Caixa Econômica para abrir uma conta por onde receberá o benefício.

Ficou ainda em dúvida sobre como funciona o Bolsa Atleta? Mande uma mensagem.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 5
Total de Votos: 1

Bolsa Atleta 2019: como funciona, valor e inscrições

Comente