Cirurgia pelo SUS: veja como conseguir e quanto tempo demora 

Entenda aqui o funcionamento para solicitação de uma cirurgia pelo SUS, quais podem ser feitas e também quanto tempo demora.

Quem usa o Sistema Único de Saúde conhece as dificuldades que os cidadãos  enfrentam para conseguir consultas, exames e cirurgias. O artigo de hoje vai explicar as etapas e o procedimento padrão para conseguir uma cirurgia pelo SUS. Veja também quanto tempo isso pode demorar para se conseguir a cirurgia mesmo de urgência.

A situação das pessoas que dependem dos serviços públicos de saúde não é fácil no Brasil. De acordo com o SUS, o número de procedimentos cirúrgicos na fila de espera ultrapassou 900 mil em 2017. Centenas de pacientes demoram para conseguir a tão sonhada operação. Em alguns casos, o tempo na fila ultrapassa quatro anos.

Os médicos do Sistema Único de Saúde realizam as cirurgias de graça, mas de maneira lenta e incapaz de dar conta das demandas.  Existem diferentes tipos de procedimentos, como é o caso das cirurgias de urgência (que precisam ser realizadas entre 24 e 48 horas) e as cirurgias eletivas, cuja realização pode ser programada.

Reconstrutoras ou plásticas é outra classificação para cirurgias gratuitas. Nesse caso, a operação não tem urgência, mas possui fins estéticos e reparadores. Entre os procedimentos mais conhecidos realizados pelo SUS, vale destacar a redução de mama e a redução de estômago.

Como faço para marcar uma cirurgia pelo SUS?

As cirurgias pelo SUS contam com longas filas de espera.

Pessoas de baixa renda dependem do atendimento do SUS. (Foto: Divulgação)

Primeiramente, de acordo com diagnósticos e exames, o médico responsável pelo caso  irá fazer uma solicitação da cirurgia. Depois, o próprio paciente deverá dar entrada nesse pedido diretamente no posto de saúde que é a sua unidade no bairro que reside.

Após entregar o pedido no posto de saúde, o requerimento irá para o sistema que verificará em quais hospitais fazem este tipo de cirurgia. Assim, o pedido entra na fila de espera.

À medida que a fila vai diminuindo e abre uma vaga para a demanda do pedido de cirurgia, o posto de saúde entrará em contato com o paciente e informará o dia que está marcada a cirurgia.

O paciente deverá estar com todos os exames prontos, a autorização e também fazer corretamente o preparo dias antes da cirurgia, de acordo com a necessidade do caso.

Tipos de cirurgias feitas pelo SUS

Quem não tem plano de saúde precisa providenciar o cartão do SUS e entrar na fila para conseguir atendimento médico. As cirurgias mais importantes e que o paciente necessita para sua sobrevivência entram em caráter de urgência. Mas há outras que também poder ser solicitadas pelo SUS e que a maioria da população não sabe.

Veja aqui a lista de tipos de cirurgia pelo SUS:

1 – Cirurgia de redução de estômago (bariátrica)

Também conhecida como gastroplastia, é um dos procedimentos cirúrgicos mais realizados pelo SUS. Quem consegue operar de graça geralmente tem IMC acima de 35 e sofre com um quadro de obesidade grave.

2 – Cirurgia de laqueadura

Procedimento realizado pelas mulheres que não desejam ter filhos. Na técnica as tubas uterinas são bloqueadas ou cortadas, impedindo a conexão entre útero e ovários. Sua eficácia é de 99%.

3 – Vasectomia

A cirurgia serve para interromper a circulação dos espermatozoides, portanto, o homem fica estéril. O procedimento é bem mais simples do que a laqueadura e não afeta o desempenho do homem.

4 – Cirurgia de catarata

Muitas pessoas estão na lista de espera do SUS para fazer cirurgia de catarata. O procedimento dura cerca de meia hora e remove dos olhos a camada que dificulta a visão. Não requer internação e a recuperação ocorre dentro de uma semana.

5 – Cirurgia de hiperidrose

Essa cirurgia é feita quando o indivíduo produz suor em excesso e essa condição atrapalha sua vida. O SUS realiza o procedimento, mas se prepare para ficar na fila. O tempo médio de espera é de dois anos.

6 – Reconstrução das mamas

Após sofrer com câncer de mama, muitas mulheres precisam remover os seios para a doença não voltar. Nesse caso, o governo oferece a cirurgia de reconstrução das mamas pelo SUS, que inclui inclusive a colocação de próteses de silicone.

7 – Cirurgia de lábio leporino

Muitas crianças sofrem com lábio leporino, um problema genético que resulta em deformação da boca e do nariz. O SUS realiza a cirurgia sem qualquer custo, mas os pais também podem procurar hospitais públicos ou universitários para fazer o tratamento de graça. O Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (Centrinho-USP), localizado em Bauru (SP), é referência na realização de cirurgias gratuitas de lábio leporino.

8 – Cirurgia de orelha de abano

Também chamada de otoplastia, a cirurgia de orelha de abano corrige um defeito de orelhas afastadas do rosto.

9 – Cirurgia de fenda palatina

As crianças que nascem com fenda palatina podem entrar na fila do SUS para fazer cirurgia. Essa condição genética é séria, caracterizada por uma abertura na boca que dificulta a fala e alimentação.

10 – Abdominoplastia

O procedimento realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) serve para remover o excesso de pele abdominal após cirurgia bariátrica.

11 – Cirurgia de redesignação sexual

Desde 2008, o SUS oferece cirurgia gratuita para as pessoas que não se identificam com o gênero de nascimento.  O tempo na fila de espera pode chegar a cinco anos.

Demora muito? E se for de urgência?

Infelizmente a resposta é sim, demora muito. Até para a marcação de consultas em especialidades e marcação de exames são procedimentos que demoram pelo SUS, o pedido de uma cirurgia pode levar anos, o que já acontece com milhares de cidadãos brasileiros atualmente.

Se o caso da cirurgia for grau de urgência e mesmo dessa forma está demorando e colocando em risco a vida do paciente enfermo, é aconselhável que o paciente com o auxílio de um parente ou amigo procure um advogado para entrar com um mandado judicial, este obrigará o governo a pagar pela cirurgia em um hospital de rede particular devido ao caso grave e de urgência.

Cirurgias simples demoram semanas e às vezes meses para serem marcadas, e as cirurgias mais complexas podem demorar anos.

O tempo de demora para as cirurgias vai variar de cidade para cidade, tudo depende da demanda do local, se possui uma melhor ou pior infraestrutura para realizar muitos atendimentos e procedimentos.

Solicitações de cirurgias de pessoas que moram no interior podem demorar um tempo maior porque devem ser encaminhadas para a uma unidade mais próxima da cidade e de hospitais que possam atender.

Se o seu médico lhe deu uma solicitação de cirurgia, o melhor a se fazer é levar o mais rápido possível o requerimento até no posto de saúde para que você entre na fila de espera o quanto antes.

Para outras dúvidas sobre cirurgia pelo SUS, entre em contato conosco através dos comentários.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.5
Total de Votos: 158

Cirurgia pelo SUS: veja como conseguir e quanto tempo demora 

Comente